Papo em Rede

…quero falar

Eta rede boa…

Aqui na região Amazônica o nosso relógio é o sol, mas nada nos impede de termos um celular pra de vez enquanto despertar os desavisados, no punho da rede ou ali debaixo pertinho da sandália.

Que horário atrapalhado pra nossa região. Brasil precisa que algumas pessoas trabalhem!!! ‘Pelas horas que são! Tenho que levantar, agora…

Na beira da rede, fiquei imaginando o grande esforço das mães para levar as crianças à escola nessas comunidades ribeirinhas. E essas mesmas crianças, precisam ir de canoa ou andar horas até a comunidade que têm escola.

Sei que os pais, realmente levantam cedo. Mas, esse horário!!!Quem vai para as comunidades dos rios Tapajós, Arapiuns e amazonas nem imagina o frio que é lá!!!

Em uma viagem dessas, fui acordada pelo som das cornetas que vinha da comunidade:

– Bom dia! Comunidade. E um bom dia a todos que estão a bordo. Isso às 05h00min da manhã pra mim é muito cedo, os olhos forçados pelo som que invadia o barco. Bom, tudo isso é pra falar que a rádio comunitária desperta às 04h:00m da manhã, do horário novo, sentiu o problema?!

Isso no horário de Brasília já era escuro imagina agora… Imagine!! A neblina da madruga junto com som das águas da Cachoeira do Aruã e tudo regado com a voz do locutor JM de Suruacá (voz que acorda a comunidade todos os dias nesse horário, ambas na Reserva Tapajós/Arapiuns – município de Santarém-PA). O que impressiona mais é à disposição desse povo em não deixar a comunidade fora do ‘mundo’. Hoje, confesso levantei na marra, pois sei que o tempo para comunicação é tudo.

outubro 31, 2008 Posted by | conversas mocorongas | 3 Comentários

Criança no trânsito

A fase da infância é repleta de descobertas. Qualquer objeto que ela ache bonito, ela corre atrás mesmo e é nessa hora que precisamos ter cuidado redobrado com as nossas crianças.

Continue lendo

outubro 30, 2008 Posted by | saúde | 1 Comentário

O perigo na seca

O verão traz á tona, a cor bronzeada na pele de quem gosta de sol. Praia, sombra e água fresca e de vez enquando um pulo nas águas do rio Tapajós. Mas digo aos marinheiros de primeira viagem, em época de vazante – digo, os rios começam a baixar.

praia do rio Tapajós

praia do rio Tapajós

E é aí, que uma conhecida nossa também adora aparecer. As arraias!! Segundo o Butantan Amazônia (2007), a região de Santarém registra maior incidência de pessoas picadas por cobras, escorpiões e arraias. As arraias têm um ferrão, que é um espinho serrilhado e pontudo, semelhante a um osso, coberto por uma pele e um muco onde se encontra o veneno.

Arraia é bem conhecida aqui da região amazônica, adora comer camarrões nas beiradas das praias!!!E é nessa hora que os banhistas desavisados são ferroados por uma arraia. Portanto, tenha cuidados ao entra nas águas dos rios, especialmente na Amazônia.

Continue lendo

outubro 29, 2008 Posted by | saúde | Deixe um comentário

O mundo começou…

Nas estorias de criação do mundo uma delas me chamou atenção. Já dizia minha bisa, “minha filha lá no fim do mundo, as coisas são diferentes.As pessoas fazem mal as outras, não têm o brilho do sol e o pior de tudo, bem lá no fundo existe o fogo que queima os pecadores”.

Continue lendo

outubro 28, 2008 Posted by | conversas mocorongas | Deixe um comentário